Análise Chelsea x Barcelona

Um Chelsea com raça, saber sofrer para partir para o contra-ataque. Di Matteo apresenta um esquema de jogo diferente de André Villas Boas, o que mostrou que havia um complô dos jogadores mais veteranos contra o técnico português.
Di Matteo tem optado por um 4-4-1-1 com Mata atrás de Torres, numa posição móvel. Neste momento são sextos na Liga, na luta para uma posição na Champions.

O Barcelona chega depois de uma vitória sofrida em Levante e já a pensar no Clássico de Domingo. Vem de uma série de jogos onde se tem notado uma certa irregularidade. Quando Xavi e Iniesta não estão bem, a equipa ressente-se

Defesa

Ivanovic, agora adaptado a lateral direito e David Luiz são os pontos fortes da linha mais atrasada destacando-se mais que o lado esquerdo com Terry e Cole. David Luiz é o patrão da defesa, concentrado é dos melhores centrais do mundo. Rapido, bom jogo aéreo e forte na saída com bola. No entanto é duvida para o jogo de hoje, se não recuperar Cahill jogara no seu lugar.

Com Messi a descair para o lado de Terry e Cole e com a falta de velocidade destes, o Barcelona poderá buscar o lado fraco do Chelsea.

Meio Campo

Uma linha de contenção com Lampard e Mikel. O inglês constrói jogo enquanto Obi Mikel tem a tarefa de destruir jogo embora a mobilidade de Cesc e Iniesta lhe possa causar problemas como ficou demonstrado com Aimar no jogo dos quartos.
Nas alas, Ramires e Kalou sempre a trocar de posição. O ex-benfiquista costuma começar na direita, contudo Di Matteo deverá ponderar pô-lo na esquerda para impedir a progressão de Dani Alves.
Sturridge e Malouda deverão começar no banco.

Ataque

Mata na posição de dez com poder de decisão no ultimo passe requer um avançado mais móvel como Torres que descai sempre para os flancos. A hipótese de Drogba também é de ter em conta, explosão e a capacidade de baixar e a capacidade de explorar as costas dos defesas adversários poderá causar problemas a Puyol e Mascherano.

O Barcelona será o dono da posse de bola e veremos a um Chelsea atrás e explorando os contra-ataques rápidos com os passes em profundidade de Terry e David Luiz.
Resta saber se o Chelsea apostara por oferecer os flancos ao Barcelona, povoando o centro do campo e cercando a Messi.

This entry was posted in Geral.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s